Como chegar a León

Como chegar a León

Situação geográfica

As cidades de Leão e Ponferrada encontram-se situadas no centro do quadrante Noroeste da península ibérica, que agrupa o ocidente da região de Castilha e Leão junto às regiões de Cantabria, Asturias, Galiza e Norte de Portugal, ribeirinhas do Oceano Atlântico. Ambas as cidades se encontram no eixo cultural do Caminho de Santiago, que no seu itinerário pela província de Leão liga núcleos singulares como Sahagún, Astorga e Villafranca del Bierzo.

A cidade de Leão está situada no território da Meseta Norte e a bacia do rio Douro, a uns 830 metros de altitude e caracteriza-se por um clima mediterrâneo continental. É capital de província, entidade que coincide com o próprio distrito universitário, ainda que na realidade a sua área de influência alcança o Norte da província de Zamora e a Oeste da de Palência, o que corresponde com o domínio de uma sub-região funcional de uns seiscentos mil habitantes. A uma distância não superior a 150 quilómetros encontram-se as cidades de Oviedo (centro universitário e regional), Gijón (centro balneário de praia), Palência, Valladolid (centro universitário e regional) e Zamora.

A cidade de Ponferrada encontra-se a uma distância de 110 quilómetros a Oeste de Leão. Está situada no centro de uma depressão entremontana, a uns 540 metros de altitude e o seu clima é mediterrâneo continental sub- húmido. É cabeça de comarca de El Bierzo, única demarcação administrativa desta escala na região devido à sua marcada identidade, com uma influência que se estende até às comarcas vizinhas do alto e meio do vale do Sil (as leonesas Cabrera e Laciana, e a galega de Valdeorras), que no conjunto se aproxima a uma povoação de duzentos mil habitantes. A uma distância não maior de 150 quilómetros encontram-se as cidades de Oviedo, Lugo, Ourense e a cidade portuguesa fronteiriça de Chaves.

As cidades

Leão

Leão é protótipo de cidade de tamanho médio, muito adequada para uma melhor qualidade de vida urbana, com uma povoação municipal de 134.000 habitantes, se bem que a sua área urbana (junto aos municípios limite com os que participa da mesma rede de emprego) aproxima-se aos duzentos mil habitantes, com um domínio das atividades terciárias, destacando entre elas a comercial e administrativa. A cidade está dotada de um centro histórico (o Casco Antigo, onde destacam a Catedral, San Isidoro, palácios, Casa de Botines de Gaudí, a praça Mayor e rua Ancha e os contrastes entre o bairro levítico e o popular “Barrio Húmedo”), junto a um moderno centro (o Ensanche o ambiente da rua Ordoño), em equilíbrio e complementaridade funcional entre ambos os centros. Mas a cidade é também a periferia de bairros e polígonos residenciais e de atividades, em algum caso de alto valor simbólico e patrimonial (San Marcos, Auditório, MUSAC), os espaços ribeirinhos do Bernesga e Torío e os numerosos núcleos próximos do concelho (santuário e aeroporto da Virgem do Caminho). A cidade encontra-se relativamente próxima a núcleos e paragens de alto valor patrimonial no seu extenso espaço provincial na Meseta (bodegas-restaurante, país da Maragatería, vegas e campos), a cidade episcopal de Astorga (conjunto da Catedral e palácio de Gaudí) e a Montanha cantábrica (Picos de Europa, estações de esqui) ou na vizinha região das Asturias (a Costa verde do Cantábrico).

Ponferrada

Ponferrada é de menor tamanho, 70.000 residentes na sua extensão municipal, com uma localização medieval de núcleo-ponte situado inicialmente na parte Alta (casario misturado à volta da praça da Encina com edifícios históricos como a Câmara e o Castelo templário) e na parte baixa (o centro urbano da Puebla e os novos bairros e polígonos residenciais). Ao longo do último século caracterizou-se por uma notável dinâmica urbana de crescimento baseado no equilíbrio da atividade industrial (“Cidade da energia”) e a atividade terciária. É muito grata a sua proximidade às áreas de vinhedos e horta do Bierzo Bajo e os vales de montanha com um alto valor patrimonial, assim como centro próximo a atividades singulares mineiras do carvão, da exploração de ardósia e da antiga extração aurífera (Las Médulas) assim como a sua relativa proximidade de duas horas à costa asturiana e galega.

Os Polos Universitários

A Universidade de León tem precedentes locais nos estudos da Faculdade de Veterinária lecionados desde 1943, assim como os estudos de Ciências Biológicas, Educação, Minas, Agronomia, Filosofia e Letras, Direito, dependentes por sua vez da Universidade de Oviedo.

Por altura da data de criação da Universidade de León em 1979, inicia-se também o desenvolvimento do polo universitário, externo à cidade e situado entre o bairro de San Mamés e o núcleo de Villaobispo, com a instalação de Faculdades e Escolas Universitárias mais centros de serviços, áreas de desporto e Biblioteca central. Ao mesmo tempo, mantêm-se fora do Polo certos centros educativos e de investigação em diferentes pontos da cidade assim como o Reitorado (pavilhão El Albeitar), serviços e residências universitárias.

Polo Universitário de León

O Polo leonês de Vegazana, denominado assim pela sua localização de vega que foi propriedade do bispado, agrupa numa forma quase compacta as Faculdades e boa parte das Escolas universitárias, com um total aproximado de dez mil alunos, que acedem desde a cidade por autocarros, veículo próprio, ciclovia e percurso a pé a uns 20 minutos do centro urbano. Mesmo assim, devido ao crescimento da cidade nos últimos anos em direção ao polo universitário, este encontra-se quase junto ao centro urbano pelo que o alunado não local, de não residir em alojamentos coletivos, vive em andares de aluguer nos bairros mais próximos. Deste modo, as relações cidade-polo foram-se estreitando e complementando com todo tipo de serviços para a comunidade universitária.


Ver Ver Zonas Universidade num mapa maior

Polo de Ponferrada

O pequeno polo de Ponferrada conecta diretamente com o desenvolvimento oriental da parte alta da cidade e é vizinho do núcleo histórico de Santo Tomás de las Ollas. Devido a isto, o sector urbano foi iniciado em 1996 e em breve recebeu importantes inversões que permitiram a sua decolagem como sector especializado em centros de Engenharias e Ciências da Saúde, aos que se dotou também de novas instalações desportivas e Biblioteca central.

Acessos e transportes

Desde Madrid pode-se chegar a León por estrada, comboio ou avião. A viagem é rápida e segura e as ligações diárias entre as duas cidades são muito frequentes. Por estrada chega-se direto pela Nacional VI (A-6), até Benavente, onde se apanha a (A-66) até León. Demora-se 3 horas e 10 minutos aproximadamente em recorrer os 333 km que há entre as duas cidades.

León também conta com uma estação de comboio de via estreita (FEVE) que a comunica com Bilbao e passa pelas províncias de Vizcaya, Burgos, uma pequena parte de Cantábria, Palência e o próprio León. Também conta com uma linha de cercanias entre León e Guardo (Palencia)

O Aeroporto de León (código LEN) está situado na Virgen del Camino, localidade a somente 7 km. A viagem ao centro em táxi é de uns 10 minutos (custa 12 €). Atualmente há dois volos diários desde Madrid e desde Barcelona.

Transportes

Informação complementária sobre horários e preços nas seguintes direções e telefones:

Avião

  • Aeroporto de León
  • Chegar a León
    • Distância: 7 km
    • Autocarro interurbano. Entre 6 e 10 minutos
    • Táxi com um preço aproximado de 12 euros (ao Polo de Vegazana)
  • Llegar a Ponferrada
    • Distância: 103 km
    • Autocarro interurbano. Tempo: 1 hora e 30 minutos aproximadamente.

Comboio

León

  • RENFE. Estação de comboio de León
  • FEVE. Estação de comboio de León

Ponferrada

  • RENFE. Estação de comboio de Ponferrada

Autobus

León

  • Estação de Autocarros/camionetas de León
    • Avda. Sáenz de Miera, s/n
    • Tel.: 87 21 10 00
  • Grupo ALSA

Ponferrada

  • Estação de Autocarros de Ponferrada
    • Avda. de la Libertad, 15
    • Tel.: 987 40 10 65

Autocarros urbanos/ Camionetas

León

Ponferrada